Notícias

O que é o guia PMBOK que utilizamos?

postado dia 30 /11/2017

A publicação Guide to the Project Management Body of Knowledge (ou guia para o conjunto de conhecimentos de gerenciamento de projetos) , mais conhecida como PMBOK, é de autoria do Project Management Institute (PMI), um comitê de padronização.

Por mais que tenha o objetivo de abranger os principais aspectos contidos no gerenciamento de um projeto, não deve ser confundido com metodologia. O PMBOK consiste, na verdade, em uma padronização que identifica e conceitua processos, áreas de conhecimento, ferramentas e técnicas, e é por isso que nós o usamos aqui no Grupo Anpla.

Por que não é considerado uma metodologia?
Ainda que seja um conceito muito propagado, é importante deixar claro que o PMBOK não é uma metodologia, afinal, não fornece abordagens diferentes de acordo com cada tipo de projeto. É óbvio que gerenciar um projeto de construção é totalmente diferente de gerenciar projetos de desenvolvimento de software, mas o guia não aborda essas minúcias. Muito pelo contrário, fornece uma visão geral. Isso quer dizer que o PMBOK não contempla peculiaridades de linguagem restritas à cultura de cada organização e também não apresenta modelos únicos de documentos a serem utilizados.
Vale a pena insistir: o PMBOK não é uma metodologia, é, na verdade, uma coletânea de melhores práticas que descreve o universo de conhecimentos para o gerenciamento de projetos. Contudo, por sua reconhecida importância internacional, acabou se transformando em um padrão que serve de fonte de inspiração para a maioria das metodologias existentes.

Como o gerenciamento de projetos é conceituado?
Para o PMBOK, o gerenciamento de um projeto é a aplicação de habilidades, conhecimentos, ferramentas e técnicas nas atividades da iniciativa com o objetivo de satisfazer seus requisitos. Ele pode ser melhor compreendido por meio dos processos que o compõem, organizados em cinco grupos:
• Iniciação;
• Planejamento;
• Execução;
• Monitoramento e controle;
• Encerramento.

Onde o PMBOK é aplicado?
As melhores práticas de gerenciamento de projetos descritas no PMBOK podem ser aplicadas a todos os tipos de projetos, independentemente do nicho, da dimensão, do pessoal envolvido, dos prazos e orçamentos.
• Criar um novo meio de transporte;
• Construir um prédio ou uma instalação;
• Desenvolver um site;
• Conduzir uma campanha publicitária;
• Implementar um software;
• Organizar uma festa de aniversário.

 

Quais são os principais benefícios do PMBOK?
Dentre os vários benefícios que o PMBOK promove no gerenciamento de projetos, podemos destacar os seguintes:
• Padronização das atividades do gerenciamento do projeto;
• Melhoria no fluxo de comunicação entre as partes envolvidas;
• Redução da negligência de atividades importantes;
• Ênfase no uso dos recursos de maneira eficiente;
• Controle sobre o andamento do projeto;
• Tratamento otimizado de riscos;
• Potencialização das chances de sucesso do projeto.

Este texto foi escrito pela RockContent para o blog Project Builder e você pode ler o post completo neste link. Agora que você já sabe o que é PMBOK e porque o utilizamos, em breve, falaremos sobre sua aplicação em nosso dia a dia.

Voltar